sexta-feira, 8 de maio de 2020

As cores de abril

 
O outono é uma das minhas estações favoritas, se não for a favorita. Como boa libriana que sou, não gosto de extremos, nem muito frio, nem muito calor por isso, outono e primavera ficam na minha preferência pelo clima e pelo colorido. As cores do outono diferem um pouco e, apesar de não ser um colorido tão vivo como o da primavera, não deixa de ser menos bonito. 
 Este ano fiz a guirlanda de outono que tanto queria fazer! 
 Tirei as folhas de três árvores que temos aqui no Recanto: o carvalho, o ácer e a sakura, que é esta da foto acima. 
Esta foto de cima foi tirada no comecinho de abril, a sakura ainda tinha bastante folhas coloridas que caíam em abundância e lindamente!
 Esta foto tirei hoje, dia 8 de maio, sakura quase sem folhas.
O ácer em foto de março quando as folhas começaram a cair e eu não sei se estavam caindo porque estava na hora, ou por causa da forte estiagem a qual estamos passando.
 Olha a quantidade de folhas que estavam caindo!
"Oba! Foto! Tô dentro!"
 Coloquei a guirlanda na porta da cozinha, do lado de dentro senão, voaria rapidinho com os ventos que adoram passear por aqui.
 Justícia Vermelha e Piq Piq de novo... :)
A justícia chegou aqui em forma de um galho plantado pela minha mãe, que ela arrancou em Santa Catarina, fez mudinha e nos deu para plantarmos aqui. Plantei o galhinho junto com a cachorrinha Brisa, quando morreu. Agora já estou fazendo novas mudinhas para espalhar pelas cercas do Recanto e para doar para os amigos.
 Maravilhas.
 Amo as maravilhas! Abrem de noite, tem um perfume maravilhoso e lembram a casa dos meus pais, que era rodeada por maravilhas de várias cores!
 Aqui só nasceram brancas. Consegui as sementes em Osório, na frente da clínica veterinária onde levo a bicharada. Sempre que vou lá, roubo umas sementes. 
 As zínias... ah, as zínias! Minha nova paixão! Como as maravilhas, é só jogar as sementes que ela vêm com tudo!
 Estas fotos das zínias são do comecinho de abril e elas ainda estão bem coloridas!
 Uma rosa sobrevivente do ataque das formigas.
 Fiquei admirada que ainda abriram algumas margaridas!
Esta árvore com flores amarelas e mais quatro que tem do lado de dentro do Recanto, nasceram sozinhas.
 Elas crescem super rápido e florescem ainda pequenas.
Algumas pessoas acham que se trata da Chuva de Ouro mas não é. Se trata da Pau-Fava, Aleluia-amarela ou ainda a Senna macranthera, muito fácil de fazer mudas e enche de zangões e outros insetos que ajudam na polinização de várias plantas. 
Um espetáculo duradouro. As primeiras flores apareceram ainda em março, já estamos em maio e elas ainda estão cobertas de flores. 
 Pelo que pesquisei esta é a Cana-branca ou Caatinga. Os insetos e beija-flores adoram o seu néctar.
 As zínias estão perdendo a cor e começando a secar, e eu estou coletando as sementes para semear novamente. 
Dizem e recomendam que se plante zínias para atrair abelhas mas não vi abelhas, só borboletas. E tem abelhas no recanto mas elas estão mais interessadas no milho dos passarinhos. Cheguei a conclusão que o milho é o fast food das abelhas...
Gomphrena globosa, Gonfrena ou Perpétua que ganhei da sogra no dia do aniversário dela, dia 21 de fevereiro. Ela tinha visto estas mudinhas numa floricultura na Pinheira, em SC, e quis comprar para plantarmos no Recanto. E foi o que fiz e as três mudinhas continuam lindas!
Nada mal um pouco de cor para alegrar este período tão sombrio que estamos vivendo, né?!

domingo, 19 de abril de 2020

O Recanto visto pelas lentes dos visitantes

Desde que a Marga veio me visitar, em agosto de 2018, que penso em fazer uma postagem com fotos que as pessoas tiram daqui. 
 A visão do outro, do que eu vejo todos os dias.
 Ela pegou detalhes que eu nunca tinha pensado em registrar.
 Foi um período de cheia do rio, bem diferente do que está hoje.
Ainda não tinha as madeiras do parapeito na varanda. Toalhas penduradas sempre tem! :)
Parte da frente da varanda.
 Só tinha este vaso. Agora tem um monte!
Vista para a estradinha. 
Flagrante na subida da Trilha da Serpente.
Descanso pós-almoço. Aliás, o almoço foi feito pela Marga... que feio! As visitas vêm e ainda vão para a cozinha! Mas a comida da Marga é tão boa, mas tão boa, e ela insistiu em fazer. Eu deixei, né?! :)
Fim de tarde na beira do rio.
As canoas resgatadas do Leonardo.
 Eu alimentando a Estrela.
O deck da casinha velha, ainda inteiro. 
Joãozinho, o gato que mais parece um cachorrinho.
Babette fazendo graça.
Subindo pela Lomba do Sabão, também conhecida por Trilha das Bananeiras (que estão mais para baixo), ou Trilha da Serpente (qualquer caminho aqui, pode ser chamado de caminho ou trilha da Serpente. Por que será???). rerererere
Chegando no Atelier que não é Atelier. 
 O banco.
 O banco, Marga e Tombinho.
 O banco, Marga, eu e os limões sicilianos do Recanto. E a cachorrada do Recanto...
Foi um dia super agradável e fiquei encantada com as fotos que a Marga fez do Recanto. É interessante ver como e o que os outros vêem daqui. A Marga é uma pessoa muito especial e digo que é madrinha minha e do Leonardo, porque ela acompanhou todo o nosso começo de namoro, foi minha fiel confidente e incentivadora. ririririri Sem contar que cozinha bem pra caramba! rararara

terça-feira, 14 de abril de 2020

A Páscoa no Recanto

Adoro Páscoa e Natal, acho que por dois motivos: a decoração e o encontro familiar. Este ano infelizmente, não teve encontro, foi cada um na sua toca por conta do coronavírus.
 Eu comecei a decorar a casa logo após o carnaval, fazendo algo que queria há muito tempo, uma Osterbaum, a árvore de Páscoa.
"A árvore da Páscoa é montada com um galho seco, que simboliza a frieza e morte do sepulcro de Jesus Cristo. No galho são colocadas cascas de ovos coloridas, que simbolizam a alegria da vida, que significa a Ressurreição do Senhor. Colocamos ovos porque o ovo significa ou simboliza que há vida dentro dele e dali ela brota, apesar de estar escondida até o momento em que a ruptura acontece. Dentro do ovo está a vida nova que surge para a luz do sol”. Fonte: aqui 
 Ainda, pela tradição alemã, "Na Sexta-feira Santa coloque em um vaso um galho totalmente seco, sem nenhuma folha, deixando-o exposto em local visível na casa e finalmente no Domingo de Páscoa, ao levantar, ornamente-o pendurando ovos coloridos. Também é comum, ao invés do galho, ornamentar uma árvore inteira localizada no jardim da casa  ou mesmo em ambientes públicos. A árvore da Páscoa  pode ser retirada a partir do segundo Domingo após a Páscoa."
Eu montei a árvore bem antes... hehehehe... e os ovinhos não eram de galinha e sim, de papelão. Achei muito legal a tradição e seu significado mas eu queria mesmo, era a decoração. Coloquei nossa "árvore" no mezanino porque não tinha muito espaço para ela na parte de circulação da casa.
Outra coisa que sempre quis fazer foi este tipo de guirlanda, pendurada. 
A sogra veio passar uns dias com a gente e me presenteou com estes lindos e delicados ovinhos de plásticos. 
Era o que faltava para fazer a minha guirlanda. Aliás, a guirlanda também foi feita pela sogra, numa das caminhadas pela praia, quando ela costuma arrancar capim e fazer guirlandas com eles, enquanto caminha. Ela tem várias guirlandas de capim, de diversos tamanhos. 
A sogra também trouxe desta vez, este mini coelhinho super fofo e o coelhinho do palitinho que está no vaso de violeta. Os dois ovinhos verdes foram presente dela também, mas em Páscoas passadas, e o ninho onde está acomodado o ovinho menor, é um ninho de beija-flor abandonado e encontrado aqui mesmo, no Recanto. Já tenho uns três ninhos destes.
 Para o café do domingo de Páscoa, fiz uma rosca de Páscoa. Ou tentei fazer... não ficou bem rosca, deformou um pouco, mas foi uma das massas de pão doce mais bonita que já fiz. Adorei fazer e ficou bem gostosa também! E fiz uns pãezinhos semi-integral para o Leonardo, que não é muito chegado em pão doce. 
Almoçamos só eu e Leonardo. Antes do almoço teve uma vídeo conferência da família Bossle. Temos feito estas chamadas de vídeo em grupo, para tentar amenizar um pouco a saudade. E depois do almoço fizemos uma chamada de vídeo para a irmã do Leonardo, e falamos com ela e a sogra. Também assistimos ao Concerto de Páscoa de Andrea Bocelli, ao vivo de Milão e, logo depois aconteceu o grande milagre da Páscoa...
Eu fui remar com o Leonardo!! Este é um verdadeiro milagre, mas só vou contar numa outra postagem, talvez. :)
Vida que segue, cada um no seu quadrado!