quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Um novo amigo no Recanto

 Semana passada a cachorrada descobriu o sr. Ouriço na taquareira, que fica junto a área de serviço da casinha. Ele já apareceu em outras ocasiões mas agora, tenho visto ele diariamente. Uma das cachorras, a Paçoca foi quem descobriu ele na taquareira e no jambolão, em frente ao galpão daí, ficam todos latindo embaixo da árvore. No sábado, já estava escurecendo quando a Paçoca descobriu ele passando de uma árvore para outra, mas por um galhinho tão fino, mas tão fino, que me desesperei achando que ele ia cair.
Peguei a vassoura e fiquei embaixo, tentando manter a cachorrada afastada (imagino que deve ter sido uma cena muito cômica e patética). Ainda bem, que ele passou senão, não sei o que seria de todos nós. O coitado do sr. Ouriço porque são muitos cães, os cães porque ficariam tomados de espinhos, com certeza, e eu, porque sofreria pelos dois, cães e ouriço. 
 Eis que, desde segunda, tenho visto o sr. Ouriço nos galhos do jambolão, onde fica o dia todo até escurecer. Acho que passa o dia dormindo e ao escurecer, vai passear, passando por cima do galpão e tomando o rumo da taquareira e outras árvores que têm atrás do galpão.
Tenho colocado mamão todos os dias em cima do galpão, bem pertinho do jambolão, e acho que ele tem aceitado, pois de manhã cedo não tem nenhum sinal de mamão por ali. 
Dias desses coloquei umas cenouras bem pequenas, abobrinha e umas folhinhas de alface. Só faltou ele tocar as cenouras na minha cabeça!  
 Pesquisei para saber mais sobre eles, que "são arborícolas, de mata, andando nos galhos das árvores com lentidão, segurança e habilidade. Pode ser vistos durante o dia e à noite, mas o mais comum é encontrá-los nas horas de crepúsculo e à noite. São pobres de visão, mas ouvem bem e o olfato é muito sensível. Alimentam-se de frutos e folhas." Encontrei estas informações num livrinho da biblioteca do Leonardo, "Mamíferos Silvestres - Rio Grande do Sul", da Fundação Zoobotânica do RS, a mesma que nosso "querido" governador está querendo extinguir.
Não encontrei muita coisa  na internet, por mais incrível que pareça! Na internet, acho que na Wikipédia, falam que por serem muito lentos, são vítimas frequentes de atropelamentos. Que tristeza!
Esta foto está desfocada mas peguei ele de frente. Olhem o focinho, que grandão! E dá pra ver direitinho, a patinha agarradinha no galho. 
Fiquei tão feliz vendo que ele consegue conviver aqui. Infelizmente, trazendo a cachorrada para cá, eu interfiro demais no ambiente natural, ainda mais, que tive que cercar toda a área. Por isto que digo que o ser-humano é uma praga, inclusive eu! A gente interfere demais no ambiente natural! Antes do cercamento e da cachorrada ter vindo, tínhamos preás aqui, mas nunca mais as vi. E os lagartos também sumiram. É uma escolha cruel, mas eu não tinha muita opção, por isso, a minha felicidade em ver um mamífero silvestre morando aqui.
Estas duas últimas fotos e o vídeo foram feitos hoje cedo. O vídeo é bem rápido mas achei legal ver ele se coçando. 
Seja bem-vindo sr. Ouriço! Espero que tenhamos uma convivência longa e tranquila!

video

5 comentários:

  1. Que legal! Eu nunca vi um ouriço ao vivo. Que difícil esta convivência... Será que é legal mesmo vc botar comidinha pra ele? Não é aproximar muito ouriço e cães? E se deixar para ele resolver? De repente ele arruma outro lugar menos perigoso...Sei lá, é muito difícil...
    Ele é um amor, uma bolotinha...
    Um abraço e boa sorte aí.
    Egléa

    ResponderExcluir
  2. Que legal Tiane! Eu tb penso como você, mas nem sempre é possível o convívio pacífico né... Quando vim para o sítio, vimos jaguatiricas e tb aquele cão do mato, tipo raposinha... mas aos poucos deixei de ve-los, tem muita gente que caça por aqui e os animais se foram, outros morreram atropelados... fico triste com isso... agora tem uma familia de capivaras na redondeza, elas pastam na porta de casa e nós procuramos não assustar, já avisei a vizinhança que se vier alguem caçar infelizmente serão recebidos a bala rsrsrss cabra macha eu! kkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Querido! Deve ser este mesmo que deixa umas lembranças no focinho da cachorrada, né?

    ResponderExcluir
  4. Eita bichinho danado ,se pega a cachorrada é espinho pra todo lado, rsrsrsr.

    Abs Mari

    ResponderExcluir
  5. Tiane, antigamente tinha um ouriço que vinha aqui em casa, o meu cachorro por 2 vezes ficou com a boca cheia de espinhos. Agora, lendo o seu post e sua pesquisa, percebi que ele não voltou mais, desde que cortaram uma mangueira bem grande que tinha no quintal do vizinho do lado. Acho que era lá que ele vivia.
    Olha, eu também vou torcer para que a convivência por aí seja longa e tranquila :)
    Bjs

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!