sábado, 20 de janeiro de 2018

A casa, na reta final.

 De setembro para cá, muitas coisas aconteceram, quase que atropelando a gente, e acabamos mexendo muito pouco na casa. Esta foto é de outubro, nada de novo, né?!
O que mudou, foi feito na parte de dentro da casa. Nosso amigo e personal eletricista Clayton, fez a instalação elétrica. Já temos luz na parte de cima, Leonardo ficou de fazer na varanda e na parte de baixo. 
Leonardo começou a pintar o quarto de hóspedes e na carona, eu comecei a pintar o quarto do casal. Leonardo também colocou os rodapés.     
 Nem lembro sobre o que foi a última postagem que fiz sobre a casa mas acho, que não cheguei a  mostrar os vidros nas portas e janelas. Pois sim! Portas e janelas ganharam vidros, mas as tesouras continuaram abertas e quando batia um ventinho, parecia que tinha um ciclone dentro de casa.
 Leonardo precisava fazer a moldura para então chamarmos alguém para tirar as medidas e fazer as janelas.
 Trabalhinho muito chato de se fazer, mas o Leonardo fez!
Molduras prontas, chamamos uma pessoa aqui da cidade, que veio medir mas disse que não saberia quando poderia fazer porque os vidros estavam em falta. Achamos estranho... Leonardo falou com o amigo Ligero, também conhecido por Guilherme. O Ligero é de Pelotas, sempre vem nas Remadas de Inverno e trabalha com janelas de alumínio. 
E o Ligero se prontificou a fazer as janelas! E olha, que Pelotas é longe de Maquiné, acho que mais de 300 km. 
Leonardo e Ligero ficaram trocando whats com medidas, valores, tratativas e teríamos nossos tão desejados vidros nas tesouras, entre Natal e Ano Novo.
Enquanto isso, Leonardo colocou os ganchos para as redes, as também tão sonhadas redes! 
Uma rede eu ganhei da mãe há muito tempo, outra, ganhamos no Natal de 2016 da minha irmã e a outra compramos na praia, no último verão.
Que beleza!!!
 Até os canarinhos já estão morando na casa nova!
 E chegou o Natal, e passou o Natal e o Ligero chegou com os vidros!!!
 Eu confesso que estava morrendo de medo deste serviço, pois as madeiras das tesouras não eram retinhas e o Leonardo sofreu bastante para fazer as molduras de madeira. Acho que foi por isso que a pessoa que chamamos antes, deu a desculpa da falta de vidros, pois ia ser muito trabalhoso! Agora, iriam molduras de alumínio para segurar os vidros. 
As medidas foram tiradas pelo Leonardo e enviadas para o Ligero por whats up... ai, ai, ai...
 O Ligero veio com o cunhado e suas esposas. Foi um trabalho para dois dias!
 Tesoura da frente já com vidros e janelas no mezanino.
 As tesouras dos fundos não terão janelas, só vidros.
 Olha, não pensei que fosse ficar tão legal!
 Os caras são bons mesmo! Fizeram milagre aqui!
Leonardo na assistência!
 Bastante vidros para limpar...
 Fundos com vidros!
Frente com vidros!
E pronto! Já temos luz (na parte de cima)! Já temos água e já temos vidros! 
Mas ainda faltam muitos detalhes de acabamentos! Não consegui postar esta semana porque estivemos envolvidos com a casa. Desde o dia em que os vidros das tesouras foram colocados, passamos a dormir na casa nova, mas só dormir mesmo, num colchão no chão. Refeições e tudo o mais, ainda na casinha! Esta semana teve progressos e vamos ver se consigo mostrá-los em seguida. 
Bom final de semana a todos!

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Aniversário e surpresa para o Leonardo - sábado e domingo

Leonardo fez aniversário dia 18 de dezembro, que caiu numa segunda. Há tempos eu perguntava o que ele ia querer fazer no aniversário e ele não respondia. 
Esperei um pouco e comecei a colocar meu plano em ação: fazer uma festa surpresa para ele. Adoro organizar, ou "tramar" festas surpresas e não é de hoje! rererere Esta foi a segunda que organizei para o Leonardo, a primeira foi em Três Coroas, em 2015. É óbvio que tinha que ter caiaque no meio das duas! 
Combinei com Stella e Piccoli que eles viriam passar o findi conosco, há horas que estavam nos devendo uma visita! A ideia era manter o Leonardo em casa. Se não tivesse ninguém aqui, provavelmente ele marcaria alguma remada fora.
Findi marcado com o casal, como chamo Stella e Piccoli, criei um grupo no whats para tramarmos bem direitinho o plano "diabólico" e fui convidando alguns amigos de fé, remadores e não remadores. Eu sabia que muita gente não poderia vir, afinal, era quase véspera de Natal.
Lá pelas tantas, Leonardo me perguntou se eu me importava que ele convidasse o seu Pedro para vir no findi também, pois seu Pedro havia se oferecido para ajudar no conserto do telhado, que estava com parte destalhada há meses! Claro que não! Então, o Leonardo sabia que no sábado viria o casal com os gêmeos Marcos e Diego, e mais o seu Pedro. O que ele não sabia, é o que estava para acontecer no domingo...

 Sábado - 16/12

 Seu Pedro veio de Camaquã com a sua Rural-casa. Seu Pedro é mecânico e ele mesmo deixou esta Rural "nos trinques" e pronta para virar cama quando necessário.
 O sábado estava muito quente e pediu um banho de rio de tarde. Foram todos para a água!
Alguns de caiaque, alguns sem caiaque e...
 ... alguns de bóia! Olha o Tombinho de colete salva-vidas!!! Sim! Ele também foi para a água!
 O aniversariante brincando com a bóia.
 Todos refrescados, hora de trabalhar e lá foram Leonardo e seu Pedro para cima do telhado.
 Mesmo depois do banho de rio, o calor era grande! Não sei como eles aguentaram ficar lá em cima!
E ficaram até quando deu! E aí, fomos para a hamburgueria de  Osório, o que também havíamos combinado antes. A Hamburgueria À Lenha tem dois tipos de hambúrguer vegetarianos e são bons demais!!!!! 
Ah! O seu Pedro também é vegetariano!
 E eu fui de caipirinha de morango! Amo caipirinha!!!
Eis o meu hambúrguer com bife de lentilha! Bom demais! Mas não estava no meu melhor dia e não consegui comer todo, como de costume. Deve ter sido porque o Leonardo insistiu para que eu tomasse a segunda caipira. Recusei uma vez, recusei duas vezes... mas, já que insiste... tomei duas caipirinhas!! E sozinha! Ninguém tomou um golinho sequer para ajudar! 
Cheguei tchuca em casa e não consegui fazer nada! Caí, quase desmaiada na cama! :)

Domingo - 17/12

O pessoal da Barra do Ribeiro saiu de casa na madrugada, para chegar aqui no horário combinado.
 O amigo Kenneth, tirando a self, veio de Pelotas!!! Dormiu na Barra e trouxe o pessoal de lá. Sem palavras para agradecer!
 O amigo Xirú é fotógrafo de eventos. Ia sair direto de um casamento, na madrugada também! Um amigo ia vir dirigindo para ele, enquanto ele dormia, mas o pneu do carro furou e ele não conseguiu trocar, pois os parafusos trancaram e ele teve que acionar o seguro. Eu sei bem o que é isso, de parafusos de rodas trancarem... o meu caso foi por causa de xixi de cachorro nas rodas... 
Infelizmente, o Xirú só conseguiu resolver o problema de tarde e não pode vir.
E às 6h30 da manhã, o seu Pedro já estava de pé, pronto para subir no telhado e terminar o conserto das telhas. 
Minha ideia era que o pessoal chegasse na hora em que estivéssemos tomando café.
 Mas o serviço demorou bem mais do que pensei e  o pessoal chegou com o Leonardo em cima do telhado ainda.
Mas foi muito legal, mesmo assim!
Na foto acima, o pessoal já na casa nova e o Leonardo em cima do telhado, ainda.
Vou deixar que o Leonardo mesmo conte como foi a surpresa, copiando a mensagem que ele enviou para um conhecido.
"Por aqui foi um dia de uma baita surpresa!
Estava empoleirado em cima do telhado com o seu Pedro, acho que deviam ser nove e meia da manhã,daí vi um carro com caiaque aparecer na estradinha. Pensei "ué, alguém tá indo remar - e é um caiaque oceânico!"
Aí atrás vinha outro carro, e mais outro, e mais outro com reboque cheio de caiaques...
Aí começaram a buzinar sem parar, eu não tava entendendo nada...
Aí o seu Pedro me disse "desce que é pra ti!" e eu ainda tava sem entender muita coisa, até que percebi que deviam ter parado na porteira.
Era uma surpresa de aniversário, uma visita de vário amigos remadores, que legal!!!
Realmente fui pego de surpresa, nem podia imaginar que a Tiane tinha tramado tudo, tinha até um grupo de whats pra combinar tudo!"
Deu certo! Enganamos ele direitinho! rerere
A partir daí, teve gente tirando embrulho de caiaque novinho, esperando pelo seu dono, o Claudio,  desde julho! 
O fabricante do caiaque, que é de São Paulo, deixou o caiaque aqui numa passagem pelo sul e nunca fechava uma data para o Claudio vir.
Apesar do dia meio nublado, estava bem quente e ninguém ficou fora da água!
Pablo fez a Fernanda andar de caiaque a primeira vez na vida!
Piccoli ficou de molho na água com os filhos Marcos e Diego.
Leonardo também ficou um pouco de molho!
A água estava muito boa!
Carlos e o filhinho Arthur se divertiram! Todos de coletes salva-vidas!
Ah... o Cláudio não tinha entrado na água ainda, ficou ajustando o caiaque novo.
Cada um fez o que queria. Uns foram remar mais longe, outros ficaram só tomando banho de rio, ou jogando conversa fora.
Carlos foi embora cedo com a família. O colete do Arthur estragou e eles acharam melhor voltar logo.
Mas a festa continuou!
Até chegar o temporal!
A mãe ligou, uma meia hora antes, avisando do temporal em Porto Alegre. Mesmo sem ter certeza se ele chegaria em Maquiné, começamos a recolher caiaques e tralhas.
O vento foi forte, mas não causou nenhum estrago.
Caiu uma chuvinha, nem tão forte, nem fraquinha...
Ou seja, o temporal perdeu forças no caminho.
Como já era final de tarde, subimos todos para a futura casa nova.
Stella preparou cafezinho para todos e eu subi com os docinhos para cantarmos "Parabéns".

Só curtindo a chuvinha pós-quase temporal!
Depois do café com cuca e docinho, chimarrão!!!
Test-drive da futura casa nova!
Meus agradecimentos a todos os amigos que participaram da festa e da trama, e um agradecimento especial ao seu Pedro que ainda colocou as telhas no lugar para a gente. 
Obrigada Stella, Piccoli, Marcos e Diego, seu Pedro, Pablo, Fernanda, Carlos, esposa e filho Arthur, Claudio, Leonardo Lenzi, Kenneth, Marta, João Vitor, Ramon, Letícia e Xirú!
Hora de pegar a estrada! 
Valeu pessoal!