sábado, 12 de novembro de 2016

As Férias do Pai - Capítulo I - A Saga da Partida, by Tombinho

Leonardo Esch está chegando em Belém!
Estamos nos preparando para receber o amigo Leonardo Esch para uma temporada na região norte.
Durante sua visita a Belém teremos várias remadas e nos dias 19 e 20 de novembro teremos o curso de zona de surf e resgates avançados em Salinas.
Agende-se, participe!
A gente se vê na água!
\o/
Esta foi a chamada da Marenteza Canoagem no Facebook, para a estada do meu pai em terras paraenses.

De junho a novembro - desde antes da Remada de Inverno, em junho, o pai já havia se programado para ir à Belém em novembro, a convite do tio Igor, paraense que veio participar da Remada de Inverno e organiza remadas por lá. Convite para remar e viajar, o pai fica com o "pé que é um leque", programou as férias para novembro e já vai dar um curso de canoagem lá. 
Ficou de olho nos preços da passagem desde então, e comprou a dita há mais de dois meses.
9 de novembro, quarta-feira - Finalmente, chegou o grande dia! Saímos de casa na quarta-feira, um dia antes, no final do dia e chegamos na casa da vó Lena e do vô Rô, perto da meia-noite, para acordar cedinho no outro dia, já que o avião estava marcado para as 8h do dia 10.
10 de novembro, quinta-feira -  Eu e a mãe deixamos o pai no aeroporto às 6h30, nem entramos no saguão, só "largamos" o pai lá e "picamos a mula" para tomar café com a vovó e depois, pegar a estrada de volta para Maquiné. Meus manos ficaram cuidando da casa lá, e já iam ficar sem café da manhã, coitados! Por isso, a mãe queria voltar logo.
Uns quinze minutos depois de deixarmos o pai no aeroporto, ele liga, dizendo que haviam mudado o horário do voo, que seria às 14h30. Como assim, mudaram o horário???? 
Diz o pai, que o rapaz da recepção comentou que teriam mandado um e-mail avisando da alteração mas, o pai não recebeu mail nenhum. O pai e a mãe foram tomar café, voltamos na vó, almoçaram e 13h o pai já estava no aeroporto de novo. A mãe disse pra ele, "vai lá primeiro, vê se tá tudo certo que a gente espera aqui". E a gente esperou, esperou e esperou. O pai demorou e voltou, dizendo que não tinha lugar para ele naquele voo das 14h30. "Como assim????", esbravejou a mãe, que queria ir lá no balcão rodar a baiana mas, conversando com amigos viajados e advogados, o pai foi reclamar na ANAC, saiu de lá com uma reclamação impressa que deve ser encaminhada ao PROCON, e o voo ficou para o outro dia, com embarque às 6h15. 
 Olha nós, voltando para Maquiné. Detalhe: se eu estou no banco de trás e não no colo da mãe, é porque eu estou cansado.
 Adoro passear mas a cidade grande é muito estressante! Eu, o pai e a mãe não aguentávamos mais aquele vai e vem para aeroporto, no trânsito de Porto Alegre. Voltamos para Maquiné para voltar para Porto Alegre na madrugada de sexta-feira.
 11 de novembro, sexta-feira - a mãe acordou às 3h, preparou uma térmica de café com leite, chimarrão e começou um temporal em Maquiné, com direito a chuva, vento forte, relâmpagos e trovoadas. Já começou mal porque a mãe não gosta de deixar meus manos sozinhos com o tempo assim. Muitos deles, inclusive eu, temos medo de trovoadas. Mas não tinha jeito, tínhamos que voltar à Porto Alegre para deixar o pai no aeroporto, e lá fomos nós. 
A viagem começou com chuva mas foi diminuindo e chegamos em Porto Alegre com tempo feio mas, sem chuva. Ainda estava escuro. O pai já tinha feito o check in no dia anterior e foi direto para a fila para despachar a bagagem. A fila estava gigantesca! Eu e a mãe ficamos esperando no saguão do aeroporto. A mãe disse que só sairia daquele aeroporto, depois que o pai estivesse dentro do avião e que estava pronta para rodar a baiana se fosse preciso! Que mãe barraqueira que eu tenho...!
Ainda bem, que não precisei passar por esta vergonha e o pai embarcou!
O meu pai parece uma criança! Adora voar e fica tirando um monte de fotos durante o voo!
 Olha ele aqui, chegando no aeroporto de Belém do Pará! E eu e a mãe estávamos saindo de Porto Alegre naquela hora. A gente passou a manhã com a vovó, almoçamos com a vovó e o vovô e pegamos a estrada de volta.
 E o tio Igor já levou o pai para comer açaí, o verdadeiro açaí! Olha a cara do pai! rararara
12 de novembro, sábado - eu e a mãe chegamos podres de cansados! A mãe dormiu na frente da TV, durante o programinha que ela adora o "Que seja doce", que é das 19h às 20h, e nem viu o programa terminar. 
Hoje ficamos mal o dia todo, eu e ela. Ela com dor de cabeça e eu vomitando. Acho que viramos caipira mesmo, e estamos alérgicos a cidade grande. Mais pro final do dia foi que melhoramos um pouco e ela me ajudou a fazer esta postagem. Adoro contar as aventuras do meu pai!
Hoje cedo ele já foi remar, tomou água de coco, comeu tapioca no café da manhã e tá aproveitando lá!
Boas férias, pai! E boas remadas e bom curso! Aproveita!

6 comentários:

  1. Obrigado, Trumbico-bico-bico, o pai vai aproveitar e tirar várias fotos. Aqui o Trumbico iria tomar vários banhos por dia, é muito quente!!! A mãe é que não iria aguentar um dia, ia só falar em voltar! ;)
    Cuida bem do pátio, da casa, da mãe e principalmente da cama, tá Trumbico? E não esquece de brincar bastante!!!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Tiane, eu sou super fã do seu blog, acho que desde 2012 mais ou menos que te acompanho, mas nunca deixei se quer um recadinho, que feio né.
    E como vim te visitar e ví essa postagem tipicamente Paraense, falei: É agora hihi.
    Então, eu sou Paraense, moro numa cidadezinha pertinho de Belém, e tô morrendo de rir aqui da cara do seu esposo tomando açaí kkkkk, pra quem não é acostumado deve ser mesmo bem estranho.
    Sou casada com um Mineiro a nove anos, e agora que ele começou provar o açaí do jeito que somos acostumados aqui acredita? Mais ele ainda não curte muito não, bom que sobra mais pra mim, sou viciada admito rs.
    Pois é minha flor agora que já me apresentei, estarei sempre aqui, e a partir de agora vou tomar vergonha na cara e deixarei sempre um recadinho.
    Boa sorte pro seu esposo em Salinas, se não morássemos tão distantes de lá, convidaria marido para irmos prestigia-lo e quem sabe até fazer o curso, marido adora canoagem.
    Abraços, Rosângela!!!

    Ahh, ia esquecendo, sou muito fã do Trumbico de vocês, acho ele fofo.





    ResponderExcluir
  3. Esqueci de falar, eu tinha um blog de Ponto Cruz, mas está desativado a uns três anos acho, dia desses aí bateu uma saudade dele, de blogar, conhecí tanta gente boa através dele... mas, quem sabe um dia eu volte!!!
    Te aviso qualquer coisa.

    Beijos...

    Meu Email é rosangelabrabo@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Amiga vcs viajam pra muito hem? muito bom isso, temos mesmo que aproveitar...bjs

    ResponderExcluir
  5. Engraçado o Tombinho olhando com o rabo dos olhos só pra poder participar da foto, mais engraçado a folga dele deitado no meio do cobertor, folgado como o meu Luke, que adora uma passeio de carro.
    Abraços pra você aí amiga, por aqui chuva desde sexta-feira, acabou com nosso feriado, desistimos de ir pra rocinha, tínhamos até combinado de ir pra lá pra ver a super Lua de hoje, infelizmente não vai rolar.

    Abs Mari

    ResponderExcluir
  6. Adoro as histórias do Trumbico, com uma visão bem familiar da vossa vida. Giríssimo, eheh.

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!