domingo, 27 de março de 2011

Caminhada com acampamento na Cascata das Pedras Brancas - 20 de março - segundo dia

Não vi nem sombra da lua, desmaiei na cama, quer dizer, no saco de dormir, e só acordei um pouquinho antes de amanhecer, quando fui até a cascata procurar um banheiro... O céu estava lindo! Apesar de não enxergar mais a lua, a cascata ainda estava iluminada pelo luar. Muito lindo! Todos levantaram cedo. Tomamos café, desmontamos as barracas, juntamos todas as tralhas no carro do Walter e começamos a subir a trilha que leva a topo da cascata, onde começa a queda d'água.


Começo das atividades, de manhã cedinho!
Subindo a trilha.




Pausa para descanso.


Leonardo registrando a flora local.


A subida foi bem puxada! Apesar de não ser muita distância - algo em torno de 1,5 Km - ela é muito íngreme e estava escorregadia. Mas a recompensa pela subida vale a pena!


Depois de subir, subir, uma pequena descida antes da chegada.


Antes da queda d'água.


Leonardo em busca do melhor ângulo.


Walter e Leonardo.


Frutos curiosos.


Mais borboletas.


Depois de quase congelar os pés para atravessar o rio, ficamos um bom tempinho lá em cima, admirando aquela abundância de verde e a força da água caindo. Olhar a queda d'água de cima é diferente e muito interessante!


O dia estava lindo e aproveitei para deitar um pouco sobre uma pedra no meio do rio, enquanto meus pés secavam e descongelavam. Parece exagero, mas apesar do dia lindo e do sol à pino, a água é muito gelada e eu sou friorenta, ou hipotérmica, como diz o amigo Evânder.
A descida pela trilha foi tão difícil quanto a subida. O difícil na subida é ter fôlego para aguentar uma trilha tão íngreme, por outro lado, na descida forçamos mais os joelhos e temos que ter mais cuidado para não descermos sentados toda a trilha. Assim que terminamos a aventura pela trilha e chegamos nos pés da cascata de novo (cascatas têm pés?) começamos a preparar o almoço. Montamos o fogareiro ao lado do carro e logo, logo saiu o almoço. Junto com a primeira garfada chegou o primeiro ciclista do passeio ciclístico que descia a Rota do Sol até a Cascata das Pedras Brancas. No dia anterior vimos as setas e bandeirinhas indicando o caminho para os ciclistas. Fui convidada a participar desta pedalada, mas não lembrei que seria naquele dia e fiquei cuidando para ver se passava algum conhecido.


Haviam muitos participantes e fiquei em dúvida se seria o mesmo passeio que meus amigos haviam comentado, pois os primeiros ciclistas pareciam estar participando de uma corrida e não de um passeio.


Quando desci no rio para escovar os dentes, a minha querida amiga Marga passou pelo nosso "acampamento". O Leonardo me avisou que ela havia passado e saímos atrás da valente ciclista. A reação dela foi muito engraçada, pois ela não esperava nos encontrar naquele fim de mundo.


Nos cumprimentamos rapidamente, pois ela estava cansada e queria se refrescar na cascata e Leonardo e eu tínhamos que começar a caminhada de retorno.


Ciclistas


Marga e a cascata.


O trajeto do passeio ciclístico.



















Leonardo fotografando o Walter e a Tizi.


A caminhada de volta foi super tranquila e agradável! Das 8 pessoas que estavam no acampamento, 5 voltaram caminhando e 2 tomaram a dianteira ficando eu, Leonardo e Tizi para trás. Depois de deixar o carro de apoio na igrejinha, Walter pegou carona e foi ao nosso encontro.


Além da beleza que já havíamos constatado na caminhada do dia anterior, tiveram as bicicletas para animar o passeio. Era um tal de bicicleta indo e outras já voltando, e as expressões dos ciclistas também era divertido. Alguns muito cansados, outros nem tanto. Passamos por um rapaz empurrando duas bicicletas e em seguida uma moça usando capacete, mas caminhando com os ombros caídos. Ela nem nos olhou, apenas resmungou "quero minha massoterapeuta!"
E assim foi a caminhada de volta. Mais fotos, bastante conversa jogada fora e a constatação de que não é preciso ir tão longe para conhecer lugares belíssimos e nem gastar tanto para isso. A pé ou de bicicleta pode-se aproveitar muito num final de semana.


Aproveito esta postagem atrasada para desejar um feliz aniversário para a minha amiga Marga. Por coincidência, estou postando hoje, no dia do aniversário dela, uma postagem onde ela está presente. Parabéns Marga!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!