sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Curso Técnicas Básicas e Resgate, em Osório-RS - 10/12/2011

Há mais de um mês atrás, estava eu tranquila fazendo alguma coisa, que não lembro o que era, quando Leonardo comunicou-me que teríamos um curso nos dias 10 e 11 de dezembro. "Oba!", pensei inocentemente, achando que se tratava de um curso sobre meio-ambiente, onde passaríamos o dia sentadinhos dentro de uma sala de aula ou auditório, apenas ouvindo alguém falar... e eu perguntei "curso de quê?"... "Águas Abertas." respondeu ele, feliz da vida.

Me ferrei! Águas abertas = mar e ele só podia estar falando de caiaques, ou seja, caiaque + mar = Tiane apavorada. Lá se foi aquela tranquilidade que eu tinha imaginado inicialmente.

Nos encontramos para uma pequena confraternização na sexta à noite, no condomínio Interlagos, onde seria o curso no sábado e onde conhecemos o nosso instrutor, Luiz Felipe Buff.

Passamos a noite em Maquiné e no outro dia, cedinho, estávamos na beira da Lagoa do Peixoto para o primeiro dia de curso onde aprenderíamos técnicas básicas e de resgate.

Assim que chegamos no condomínio minha barriga começou a doer, é a minha reacão pré-remada.





Estávamos em 5 alunos e o professor. A lagoa estava um espelho e um dia lindo de sol! Depois de um blá,blá,blá inicial e umas pequenas e divertidas atividades em terra, fomos para a água para as primeiras lições.


Não entrarei em detalhes das atividades porque me empolgo e acabo escrevendo um tratado mas, resumidamente, tivemos que nos jogar na água para aprender a subir de volta no caiaque e outras técnicas que, por incrível que pareça, nós que remamos já há algum tempo, não conhecíamos e tínhamos medo de que viessem a acontecer.


Eu não consegui subir de volta no caiaque e, ainda por cima, me dei um remaço na boca que machucou um pouquinho, mas nada grave. Marcio, Marcelo e os Leonardos (Esch e Maciel) esbanjaram agilidade nesta atividade.


Após uma parada para o almoço, voltamos para a água mais agasalhados, pois o vento havia chegado e com ele, algumas ondinhas. Quando vi o professor com um casaco, achei que era exagero, mas depois de um tempo dentro d'água, não tive dúvidas de que vale à pena ouvir quem sabe das coisas.


Na parte da tarde tivemos a companhia do Alvares e do Jair, que eu ainda não conhecia pessoalmente, apesar de terem remado uma vez com o Leonardo. Eles fizeram o mesmo curso no final de semana anterior e vieram colaborar e se divertir um pouco mais.

E foi bem divertido mesmo! Na hora de treinar resgate, por pouco não ficam todos os remadores dentro d'água. A lagoa estava bem diferente do que estava na parte da manhã. O vento carregava os caiaques ligeirinho, e por pouco, alguns remadores não ficam sem caiaques e sem remo.

Eu fiquei olhando e registrando por um bom tempo, depois me dediquei a tentar subir no caiaque. Consegui! Uma vez, mas consegui. Não consegui mais porque cansei de tanto tentar. Tenho que treinar muito estas técnicas para sentir mais segurança numa remada para valer.



Jair ajudando o Leonardo Esch no resgate.





Marcelo, o anfitrião, ajudando Alvares.



Ops! Tem mais gente dentro d'água do que dentro dos caiaques...


















Foi muito bom o primeiro dia de curso. Fora d'água, o professor perguntou se queríamos fazer o segundo dia na lagoa de novo, ou se preferíamos ir para o mar. Fizemos uma quase votação e o Leonardo achou que eu ia escolher a lagoa e se deu mal! Escolhi irmos para o mar, pois o verão está chegando e achei interessante termos uma noção de como enfrentar as ondinhas.

Decidimos ir para Torres no dia seguinte e eu me mandei para o chuveiro quentinho, enquanto Leonardo foi experimentar o caiaque do professor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!