segunda-feira, 28 de março de 2016

O renascer de uma esportista. Mas, será???

Sempre pratiquei atividades físicas, desde criança. Acho, que o grande incentivo veio do pai, que jogava futebol todas as semanas, finais de semana jogava tênis, acompanha até hoje, várias outras modalidades esportivas. Os três filhos pequenos iam junto aos jogos de futebol e nos intervalos, entrávamos em campo para brincar com a bola. Acabei jogando futebol também, tinha time feminino no bairro e entrava em tudo que podia no colégio: futebol, handebol, basquete, rústicas.
Cursei alguns semestres da faculdade de Educação Física, mas não terminei. Minha irmã também cursou alguns semestres, mas engravidou, de um colega e atual marido, e parou, já que, já tinha outras duas faculdades e a Educação Física era apenas um sonho antigo. O marido dela dá aulas de tênis, Meu irmão se formou em Educação Física e trabalha na área até hoje, casou com uma colega de faculdade que também é da área e atuante.  Leonardo não exerce, mas é formado em Educação Física, como o pai dele, o seu Egon.
Resumindo, a atividade física está no sangue da família.
Outra hora escrevo mais sobre esta minha relação com a atividade física, que até influenciou no nome do blog, pois pedalar, é uma das minhas grandes paixões, e sonhava contar  aqui no blog, as várias viagens de bicicleta que faria com o Leonardo. Infelizmente, por causa da bicharada, não consigo passar uma única noite fora de casa, ou seja, não viajo nem de carro, nem a pé, nem de bici! Paciência, enfim, não existe escolha, sem renúncia. Fiz duas pequenas viagens de bicicleta com o Leonardo, contei no blog, os três dias de uma delas, aqui, aqui e aqui. A outra viagem, por mais incrível que pareça, não postei ainda.
Mas, fiz esta baita introdução, só para dizer que, apesar de toda a minha veia esportiva (rerere), estou sedentária há mais de três anos. Parei com tudo, caminhadas, pedaladas, corridas, tudo! Por pura preguiça e acomodação. Até que, ouvi uma coisa neste sábado, que deu a sacudida que faltava para eu criar vergonha na cara. Minha irmã é mais velha que eu, trabalha fora pra caramba, tem casa, filhos e bichos para cuidar e contou que tem acordado cedo, todos os dias, para correr na rua, antes de ir para o trabalho. Quando ela falou que estava treinando para correr a São Silvestre, procurei um buraco para enfiar a minha cara.
A disposição e as palavras da minha irmã ficaram martelando na minha cabeça e esbofeteando a minha cara, um bom pedaço do sábado e o domingo inteiro. E não é por falta de convite e cobrança, pois o Leonardo me convida para fazer alguma coisa todos os dias. Todos os dias que estamos em casa ele pergunta "decerto, tu não vais querer fazer alguma coisa hoje, né?! Uma remadinha? Uma pedaladinha, ou uma caminhada?". A resposta é sempre a mesma, um vergonhoso "não", e lá vai ele, pedalar uns 30 km rapidinho, ou remar até a lagoa. Ele até me deu um tênis novo no fim do ano passado, pois eu estava sem tênis para caminhar.
Eis que, com tudo isso mexendo a minha consciência, lembrei do tênis ainda na caixa, lembrei das famosas dietas que começam nas segundas-feiras, lembrei da Páscoa, que é tempo de renovação e ressurreição e então, decidi ressuscitar a esportista que está adormecida dentro de mim. Não foi fácil! Acordei hoje, segunda-feira, e com a ideia de começar hoje, pensei "mas, será?".
Tomei café e pensando em tudo o que tinha para fazer hoje, me perguntei, "mas, será?".
Fui no quarto, tirei a poeira e as teias de aranha da caixa do tênis novo, olhei pra ele, tão novinho e limpinho e pensei, "mas, será?".
O desânimo estava me dominando, mas coloquei o tênis e pensei, bom, vamos caminhar até a balsa, pelo menos, já seria um começo. E foi o que fiz! Caminhei até a balsa, que é aqui pertinho de casa, mas numa retinha resolvi correr até uma poça d'água que tinha no meio da estrada. Tive que parar ali para não sujar o tênis novo. Cof! Cof! Em seguida, começa a descida para o rio e fui caminhando até a balsa, fiz a volta, cumprimentei o balseiro e disse que estava me exercitando, para ele não achar que sou louca, dando voltinhas na beira do rio. Ele respondeu "ah, isso é bom!" e continuou sentado, ouvindo o radinho dele e esperando um carro para atravessar com a balsa. Cumprimentei a cachorrada dos vizinhos da balsa e segui com a minha caminhada. Depois da poça d'água, voltei a correr e segui correndo, passei pela porteira do Recanto com os meus cães latindo pra mim - rererere - achei muito engraçado! Aí, falei com eles, sem parar de correr e eles começaram a chorar. Queridos! Disse pra eles que já voltava e continuei correndo até a bifurcação, onde dei meia-volta para voltar para casa caminhando. Voltei a correr quando vi um vizinho mexendo com as vacas no pasto, pois não queria parar para conversar com ninguém, e assim que saí da vista dele, voltei a caminhar. 
Gente, eu consegui! Eu comecei! Deu meia hora apenas, de caminhada e corrida, mas estou animada para repetir o feito amanhã, quem sabe, aumentando o tempo devagarinho, como o treinador com quem treinei uma época, me ensinou. 
Em meia hora, eu me exercitei e o pobre do balseiro ficou sentado ouvindo rádio, pois não passou carro, nem moto, nem nada para tirá-lo da cadeira.
Não pretendo correr a São Silvestre, mas como disse a minha amiga que enviou este desenho pelo whats, não quero ficar crocante, fazendo creck, creck, com o barulho das articulações! 
Obrigada Leonardo, pelo incansável incentivo e pelos tênis novos!

6 comentários:

  1. Só sei de uma coisa...
    AMEI a cor dos seu tênis novo!
    Bora gastá-lo, amiga! Rsrsrs

    Bjks

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a Nadja: adoro a cor dos teus ténis! E o engraçado é que eu hoje também comecei a caminhar! Já viste a coincidência? Um dos meus part times consiste em caminhar, mas como tenho tido muito pouco serviço também tenho caminhado muito pouco. E isso nota-se no meu estado geral, pois tenho sentido muitas dores no corpo e sinto-me bem mais perra do que antes. Vai daí que decidi começar a caminhar, coisa que adoro fazer e no meio da natureza então, fantástico! Não tenho uns ténis tão bonitos como os teus, mas estou com uma vontade férrea ;)! Beijos e força nessa decisão!

    ResponderExcluir
  3. Ufa!!!!! se você correr com fez esse longo poste ...vai lhe fazer bem...kkkkk não desista! bjssss

    ResponderExcluir
  4. \o/\o/\o/ U-hu!!!!
    Tiane, que louco! Cada dia descobrimos um pouquinho mais das pessoas que nos rodeiam por aqui, né? Não sabia que sua família tem tantos professores de ed física assim... que louco!
    Pois o pior é começar e acredito que agora, vc vai encarar de boa. Não precisa ser todo dia e também, pode intercalar com remadas (ai que delícia!), alongamentos, umas pedaladinhas... Vc verá que o dia rende mais, é incrível mas é verdade.
    Infelizmente não passeamos tanto quanto queríamos né? Mas os sacrifícios em nome do amor valem a pena, sei bem como é...
    Estou torcendo aqui, sei que vc vai conseguir encardir esse tênis rapidinho!!! (Esse lance de não sujar é só por uns dias. Daqui a pouco vc vai pular na poça de água rsrsrs).
    E qual o projeto? Fiquei curiosa... Vc também me incentivou em um, mas tenho encontrado grande dificuldade e até já mandei msg in box pro Feliciano e Tripoli, pedindo a ajuda deles para obter algumas informações.

    E quinta é nóis!!!!
    Lambeijos pra essa tropinha toda.
    Abraços esmagadores (crec-crec) e linda semana.

    ResponderExcluir
  5. Que legal esse despertar...Valeu a conversa com tua irmã! Legais os tênis e boas caminhadas, corridas, mexa-se! rs bjs, chica

    ResponderExcluir
  6. Olá Cris
    Eu também amo andar de bici, pena que o transito está um horror por aqui, não tem condições, a plantinha que vc mostrou é a tubergia, eu tenho uma que insiste em crescer e não quero mais pois invadiu demais, muito engraçado a vaquinha fazendo alongamentos.
    Quanta ligação vc tem com esporte.
    beijinhos e boa semana.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!