sábado, 31 de outubro de 2015

Costelinha - 2 anos de vida nova!

 Há dois anos, Leonardo e eu presenciamos uma cena típica para um dia das Bruxas, se fosse uma simples brincadeira, mas infelizmente, era de verdade, e uma dolorosa verdade para o Costelinha, que levou um tiro e estava ferido há dias, quando o encontramos no Recanto. 
Na foto acima, ele já tinha recebido um primeiro atendimento onde a veterinária disse que, o pior não era o ferimento a bala e as inúmeras larvas que o devoravam vivo, mas sim, a fratura causada pela bala e que deveria ser tratada logo. Estávamos esperando atendimento no Hospital da Universidade Federal do RS. Pela carinha dá pra ver que ele estava com muita dor, mesmo medicado. 
Para conhecer a história dele, é só acessar o meu outro blog, o Adote um Focinho. 
Esta foto foi após uma segunda limpeza, onde, além de fragmentos de ossos, foram encontrados também, fragmentos do projétil. Foi aí, que tivemos a certeza que ele havia recebido um tiro. Também fizeram raio-X para ver a fratura, que foi bem grave!
Ele teria que, primeiro tratar o ferimento para depois, tratarmos a fratura. A pata foi imobilizada e voltamos para casa com ele. 
 Além da medicação, os curativos precisavam ser feitos duas vezes por dia.
 No começo ele sentia muita dor, que foi diminuindo, ele foi ficando mais animadinho e o ferimento cicatrizou rapidamente!
 Apesar da pata quebrada, ele conseguia colocá-la por cima da cabeça, ou seja,  já não tinha mais dor.
Nesta foto dá pra ver direitinho, uma marquinha vermelha, que é o ferimento a bala cicatrizando.
Amo esta foto!! Recém havia terminado esta bolsinha que fiz num curso, e resolvi fotografá-la com ele junto. A carinha dele, que coisa mais amada!
 Ferida cicatrizada em menos de quinze dias e foi marcada a cirurgia para o dia 18 de novembro. Na foto, Leonardo esperando com Costelinha, que entraria em seguida em cirurgia para colocação dos pinos.
 Pinos colocados! 
 No começo ele sentia mais dor. Não sempre, mas com mais frequência. A foto acima e abaixo foram tiradas no pior dia de todos. Ele teve muito sangramento e dor. Era um sábado, eu tentei fazer o curativo, me apavorei com a quantidade de sangue e saí correndo para o hospital veterinário, mas dei com a cara na porta, não sabia que o hospital não abria aos sábados. 
Consegui falar com uma veterinária amiga, que sugeriu uma medicação para dor e ele melhorou. 
Mesmo com dor, o Costelinha era carinhoso, e o Tombinho, parecia que sabia que eu estava nervosa e foi nos animar. Estava muito calor aquele dia e ficamos um bom tempo deitados no pátio, esperando a dor e calor passarem. Um consolando o outro!
 Tombinho foi um grande companheiro!
Lá vamos nós para mais uma consulta!
 Recebendo atenção da veterinária.
 Recebendo atenção do Leonardo.
 Costelinha adorava os" passeios" semanais até a clínica.
 Usando os ferros como travesseiro no calor de janeiro.
 Esta carinha é de dor...
As vezes dava sangramento, olha a manchinha de sangue no curativo.
Ele passou todo o verão com os ferros e este curativo enorme! Era muito sofrimento!
 Mesmo assim, era só ver eu separando as gazes, soro e os remédios, que ele já deitava de barriga pra cima para deixar eu trocar o curativo.
 Depois do curativo, era paparicado por todos, até pelos gatos!
Lá vamos nós para o hospital!
Eram horas de espera até o atendimento, mas para ele estava tudo bem!
Com a retirada dos ferros, no final de março, começou a fisioterapia.
Ele tinha que ficar mais de meia hora dentro deste tubo, recebendo alguma energia. Tinha uma outra onde ele recebia pequenos e imperceptíveis choques. Mas depois de algumas sessões, não vimos nenhum resultado, fizemos novo raio-X e a veterinária falou em amputação da pata. Nunca mais aparecemos lá! 
Depois de tudo que ele passou, não faria ele passar por outra cirurgia e tão traumática! Ele não consegue colocar a pata no chão e a pata não tem um movimento completo, mas não nos parecia que aquilo o incomodasse ou causasse dor. Optamos por deixar assim como estava.
Já morando no Recanto, ele ajuda o Leonardo nas tarefas, brinca com os outros cães e corre normalmente. Quase encosta a pata no chão. Até buraco ele faz e aquela patinha travada ajuda a cavar. 
A patinha está sempre dobrada, parece que está pedindo a bênção o tempo todo!
É um baita sem-vergonha!
Olha a patinha "machucada" encima da outra. Nem parece que tem defeito.
E agora, nem parece mais um "Costelinha". Está mais para costelão!
Um costelão pra lá de folgado!
Que com este jeitinho carinhoso, conquistou os nossos corações e de muitas pessoas do Facebook, que ajudaram no tratamento dele. Graças a essas pessoas, muitos amigos e conhecidos, mas muitos que ficamos conhecendo pelo compartilhamento, conseguimos doações suficiente para pagar toda a cirurgia (R$ 890,00) e mais exames, medicamentos e material para curativos.
Ele adora dormir com a cabeça para baixo!
Viu?
E aí está o nosso Costelão, dois anos depois do susto! Que seja uma vida longa e feliz, Cuscus! Te amamos muito! Tu e todos os amigos que te ajudaram! 
Muito obrigada!

13 comentários:

  1. Que linda história! Parabéns á vc e a seu marido por terem um coração tão cheio de amor e dedicação! O Costelinha é lindo! Aquela foto com a bolsa é realmente uma fofura! Bjs

    ResponderExcluir
  2. Que linda e sofrida história do Costelinha, imagino seu desespero ao lidar com ele e sangrar , eu morria do coraçao, sou muito cagona. fiquei um tempo sem visitar os blogues , estava sofrendo muito com minha situaçaõ.....mas agora melhorei muito e aguardo a próxima cirurgia para reversão. Adorei esse casaquinho , uma graça, eu nunca mais fiz nenhuma arteirice, e ainda não tenho vontade, também nunca mais fiquei no mato , as estradas ficaram horríveis e eu não podia com os solavancos naqueles buracos , semana passada consegui ir mas estava tudo muito estragado com as chuvas de pedra....e tu se acostumou a ficar por aí ?? tem vizinhos perto!^? Vou castrar Tob, ainda mais agora com duas femeas, elas são lindas, e os netos adorarão. Penélope e Kira,
    Obrigada pela visita um abraço bem carinhoso!

    ResponderExcluir
  3. Que linda e sofrida história do Costelinha, imagino seu desespero ao lidar com ele e sangrar , eu morria do coraçao, sou muito cagona. fiquei um tempo sem visitar os blogues , estava sofrendo muito com minha situaçaõ.....mas agora melhorei muito e aguardo a próxima cirurgia para reversão. Adorei esse casaquinho , uma graça, eu nunca mais fiz nenhuma arteirice, e ainda não tenho vontade, também nunca mais fiquei no mato , as estradas ficaram horríveis e eu não podia com os solavancos naqueles buracos , semana passada consegui ir mas estava tudo muito estragado com as chuvas de pedra....e tu se acostumou a ficar por aí ?? tem vizinhos perto!^? Vou castrar Tob, ainda mais agora com duas femeas, elas são lindas, e os netos adorarão. Penélope e Kira,
    Obrigada pela visita um abraço bem carinhoso!

    ResponderExcluir
  4. Bah lembro bem de ler a saga, achei um horror ser buraco de bala. Mania que pessoal da medicina (humana e não-humana) tem em picotear os seres e dar diagnóstico de fim de linha. Costelão é um fofo!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns ao Costelinha!
    Não li nada porque sofro pra caramba! Sou covarde.
    Desejo muita saúde e muitos anos de vida a todos seus fiotes.
    Vocês são anjos em forma de gente, viu?
    É pic, é pic, é hora, é hora ra-tim-bum!!!
    Costelinha, Costelinha!!!

    Linda semna!

    Bjksss

    ResponderExcluir
  7. Wonnnn!!! Costelinha lindo e guerreiro!
    Parabéns a você e ao Leonardo por terem esse amor pelo costelinha.
    Deus que abençoe muito!
    Bjussss!!!
    E ótimo mês pra vocês!

    ResponderExcluir
  8. Oi Tiane, que história mais linda e emocionante do Costelinha! Com certeza ele teve muita sorte de ter sido encontrado por pessoas tão especiais como vocês! O bem que vocês fizeram ao pobrezinho não tem preço!!!
    Beijo neste lindo coração!

    ResponderExcluir
  9. Que maravilha seria o mundo se houvessem mais pessoas como você!

    ResponderExcluir
  10. Caramba, que história mais emocionante. Lindo, tudo isso. O costelão ;) é mesmo um corajoso e um querido. E os amigos que se juntaram para ajudar, também é emocionante. Eu estava a ler e a pensar: tudo isso isso é realmente lindo, mas deve ter ficado muito caro; e fosse cá em Portugal seria incomportável. E aí veio a resposta: o monte de gente que se juntou para ajudar nesta causa. Uma história linda do princípio ao fim. Muitos anos de vida para o Costelinha e seus donos!

    ResponderExcluir
  11. Não tem como não chorar! Meu teclado tá inundado aqui.
    O que mais admiro é a carinha de gratidão deles - o se deixar cuidar, colocando a barriga pra cima (a Cocada fazia isso).
    Lembro da história dele, pois já tinha lido outra vez e fico feliz que tantas pessoas estejam dispostas a ajudar. A fucinha feliz, a recuperação é algo que prova que o amor, o cuidado, a perseverança conseguem vitórias.
    Sabe de uma coisa que queria te contar? Sua história (contada em outro post - projeto) me inspirou e estou tentando uma coisa. Depois vou te contar com calma.
    Adorei as fotos e as companhias que o Costelinha teve. Dê lambeijos em toda a sua tropinha, abração pro Leonardo e outro para vc. Diz pro Costelinha que mesmo sem o conhecer, o amo muito, assim como toda a família peluda ;-)

    ResponderExcluir
  12. Eu conheço esta história, lembro de vc contando aqui no blog...Menina, tem mais de dois anos que "bisbilhoto" a vida de vcs, que legal!
    Que bom que o Costelinha se recuperou e hoje é um feliz!
    Um abraço!
    Egléa

    ResponderExcluir
  13. costelinhaaaaa! : ))
    um amor de cãozinho, q teve de vcs todo o cuidado, carinho e dedicação durante sua saga médica e hj vive feliz num verdadeiro lar. sortudo! assim como todos os focinhos q vivem no recanto. abs!

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!