terça-feira, 25 de agosto de 2009

Conhecendo o Itacolomi - 23 de agosto -parte I (atualizando texto em breve)






Gravataí é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul. Pertence à Mesorregião Metropolitana de Porto Alegre e à Microrregião de Porto Alegre. Seu nome tem origem numa espécie de bromélia conhecida como Gravatá. Em Tupi-guarani, Gravatahy, que significa "Rio dos Gravatás".


Possui um relevo coxilhado, apresentando maiores elevações e morros na região norte, dentre os quais o Itacolomi é o mais conhecido. A cidade é banhada pelo Rio Gravataí e parte do município pertence à Área de Proteção Ambiental do Banhado Grande. Fonte:www.wikipedia.org
Há um tempo atrás, não se via melancias em agosto.

Cadu passando pela placa que alerta sobre a presença de ciclistas.

Depois de quase 30Km pedalados, a primeira placa alertando sobre ciclistas.

Morungava é um dos quatro distritos do município de Gravataí, pouco desenvolvido, e talvez por isso, pouco habitado. Seu maior contingente populacional habita às margens da RS 020, em pequenos vilarejos. A maior parte da população é rural, por serem a maioria descendentes de imigrantes. Hoje vivem basicamente do extrativismo e comércio de pedras de arenito, cultivo de eucaliptos e agricultura de subsistência.
Segundo a história do distrito, ele se chama Morungava devido ao último índio que ali existiu e que assim se chamava.
O relevo daquela região é composto por morros, planícies e vales de arroios que abastecem o rio Gravataí. Fonte:
http://peloscaminhosdaimagem.wordpress.com/2008/11/28/morungava-subtraida/







Silvana fugindo da foto.

Cadu diringindo e falando no celular...ai,ai,ai...


Ao fundo, Morros do Itacolomi, menino de pedra, em tupi-guarani .

A primeira lombinha antes de chegar no morro.

O morro, cada vez mais perto.


Bicicleta da Sil quebrada há poucos metros do Itacolomi.


Um fusquinha abandonado na rua.

Um fusquinha, uma bicileta e um cavalo.

A minha bici e o Bob.

A bicicleta da Silvana esperando pelo atendimento...

...e sendo atendida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!