terça-feira, 18 de agosto de 2009

Pedalada para Viamão - 12 de agosto

Quarta-feira, dia 12 de agosto, Leonardo e eu fomos até a casa do Evânder, em Viamão, para tomar chimarrão com ele, a esposa Melissa e a filhinha deles, Ane.
O chimarrão, ideia e convite do Evânder, foi uma desculpa para darmos uma volta de bicicleta, fazer um treininho.
O dia tava perfeito ou, como diria o Evânder, um espetáculo! Eu é que não tava muito bem, pedalei muito devagar, não sei se foi o calor ou as ideias assombrando minha mente.

Metade do caminho na ida.




"Vinha eu
Descendo a Lomba do Sabão
Atrás de uma bandeira pra dar
Da luz de um coração
Quando então
Apareceu um lobo mau
E ela nem acredita que caia do céu, assim
Uma canção"
Lomba do Sabão - Nei Lisboa




Não achei nada sobre a famosa Lomba do Sabão na internet. O nome já diz muito, mas queria achar mais alguma coisa. A lomba nem é tão íngreme mas, parece que antigamente, antes do asfalto, quando chovia... dá prá imaginar, pois o lado de dentro da via é puro mato e a mudança de temperatura que sente-se ao passar por ali, é impressionante, muita umidade!

Subindo a Lomba do Sabão

Leonardo na frente e eu me arrastando e fotografando atrás.


No meio do caminho tinha uma igrejinha muito simpática. Adoro igrejinhas, mas não quis parar de pedalar e não consegui fotografá-la direitinho. Na volta fotografei de novo, sem descer da bici, de novo... Engraçado, que quando pedalei até Viamão, em março, não tinha visto a construção.
Chegando no centro de Viamão, ligamos para o Evânder para saber onde era a casa. Tinha que passar pela Igreja Matriz de Viamão, outra construção maravilhosa!

Reencontrando a Igreja Matriz de Viamão.

Chegamos um pouco tarde, Evânder até já havia almoçado. Melissa e Ane ainda não. Fotografei o cachorro da família e esqueci de fotografar a família... mil desculpas! Acho que me distraí com as brincadeiras da Ane. Leonardo e eu tomamos chimarrão enquanto Evânder fazia a digestão e Melissa tentava convencer a Ane a almolçar. No fim das contas, foi uma visita de médico, mas fiquei conhecendo as meninas do Evânder e fizemos um bom treino. Evânder saiu de bicicleta com a gente, por pouco tempo pois, como um bom atleta, ele disparou na nossa frente, Apesar da média baixa, 15km/h, 42 Km foi um bom pedal. Pena, que o pneu da bici do Leonardo furou na subida da Antônio de Carvalho, obrigando ele a empurrar a bici até em casa. E bem no horário de sol forte.

Não lembro o nome do cachorro Evânder.

A igrejinha que fotografei mal na ida. Fotografei mal na volta também...

2 comentários:

  1. Tiane,
    Passei por aqui (sem a bicicleta) para matar a saudade.rs
    O seu blog está lindo. Me identifico com a sua maneira de escrever.
    Um beijo
    Angela

    Obs. Também adoro igrejinhas. Você me deu uma idéia. Vou fazer um arquivo de fotos das igrejinhas por onde passo.

    ResponderExcluir
  2. Tiane,
    Deixei um selo homenageando o seu blog lá no meu. Passa por lá para recolhê-lo. Espero que goste! Bjs

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!