domingo, 31 de maio de 2015

Nem tudo são flores - Parte II e melhorias no gatil

 Infelizmente, nem tudo são flores e os gatos também morrem. E chegou a hora prematura do Chili Billy, meu bebê de um aninho, mas que nasceu cheio de probleminhas. 
O Chili Billy e seu irmão, Taco Nacho foram deixados no lixo do meu vizinho em Porto Alegre. Eu não podia mais pegar bichos mas como deixar dois bebês no lixo, no frio? Peguei
O Chili nasceu com o globo ocular para dentro, o que provoca muita secreção e ainda por cima, tinha algum problema no nariz também. Levei ele em dois veterinários especialistas, que pediam exames e mais exames, e depois da mudança ficou difícil de levá-lo até Porto Alegre na frequência que precisava. Procurei uma terceira veterinária, que não é oftalmologista, mas uma veterinária que eu gosto e confio muito,e que faria um precinho especial inclusive para internação. Tirei a foto acima para mandar para ela, para que visse como era o olhinho dele, mas não deu tempo e meu Chili Billy descansou!
 Chili Billy e Costelinha de chamego.
Pouco mais de uma semana depois do Chili partir, a Pimentinha resolveu ir também. 
Não sei ao certo a idade da Pimentinha mas acho que tinha uns dez anos. Ela começou a emagrecer e se foi na semana passada.
 Os gatos sentiram muito a mudança. Em Porto Alegre eles ficavam presos dentro de casa mas tinham a nossa companhia o tempo todo. No Recanto eles estão presos no gatil, que deveria ser apenas um abrigo, pois a ideia era que eles ficassem soltos, o que não aconteceu porque chegaram a Olívia, Paçoca e Feliska, que não gostam de gatos. 
 Na semana passada, Leonardo colocou uma proteção anti-chuva e os gatos adoraram, pois ganharam mais um piso. Esta coisa preta aí em cima é a terrível, Silene Seagal!
 Colocamos mais prateleiras também, para que eles usem de degraus para chegar no novo "piso", 100% aprovado pela Dona Nenê, Silene Seagal, Babette e Merengue.
 Agora eles têm mais um lugar para tomar sol e fiscalizam toda a movimentação do Recanto lá de cima.
 E então, Tombinho me ajudou no funeral da Pimentinha, que foi enterrada perto do rio, bem ao lado do Chili Billy, e junto com ela, plantamos uma pitangueira.
E após o funeral, Tombinho ficou assim, olhando longe e pensando na vida... vai entender esses bichos...

6 comentários:

  1. ai, Tiane, tô aqui chorando...

    Sempre que algum animalzinho parte, eu não aguento...choro!!

    Elas partiram, mas, conheceram o amor, o carinho, tinham comidinha e muitos afagos.

    Você teve duas partidas bem próximas...imagino a dor!!

    Que lindo você ter plantado a pitngueira em homenagem a elas...que lindo!

    O gatil está muito chic...gatinhos adoram alturas...estão curtindo muito!

    Tombinho sabe de tudo...os animaizinhos sempre sabem de tudo!

    beijinhos, tenha uma bonita semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir
  2. Partiu meu coração.
    Boa semana, Mari

    ResponderExcluir
  3. Assim não vale vim conversar e vc me conta isso. Volto masi tarde

    ResponderExcluir
  4. Oi Tiane sofro tanto com a perda; que hoje não
    tenho mas por covardia mesmo... tive um gato chamado sultão que até hoje nunca e nem vou me esquecer e parece que botar outro no lugar não vai funcionar pra mim. kkk depois perdi o Tarkan e aí piorou kkk.
    Então... só consigo fazer um post por mês pq o meu trabalho requer viagem e antes tinha um outro blog de filosofia que escrevia então ficava difícil.
    Dá trabalho manter esses blogs né?
    Mas apareça quando quiser lá na casa.
    Abração
    Janicce.

    ResponderExcluir
  5. E meus olhos se encheram de água pq a cada peludinho que parte, um pedaço do meu coração vai junto... imagino o seu.
    Sinto por seus gatinhos. O prematuro, tadinho...
    Mas é bom ver a turminha feliz reunida em seu espaço e saber que estando vivendo nova vida depois dos abandonos. Apesar da morte prematura, ele recebeu uma nova chance.

    Que foto linda do Tombinho - acredito que eles sentem a partida dos seus amigos.

    Lindo dia pra vc, abração.

    ResponderExcluir
  6. sinto muito pelo chili e pela pimentinha, luciane... mas tiveram atenção, carinho e amor contigo e com o leonardo. sim, sei q isso não consola, a tristeza demora tanto a passar... : (

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!