sábado, 12 de abril de 2014

Dois dias na casa dos sogros em Nova Petrópolis - parte 3 - A ida ao sítio

No nosso segundo dia em Nova Petrópolis o sogro resolveu ir até a chácara para  catar pinhão, já que Leonardo trouxe alguns no bolso quando foram de bicicleta no dia anterior e comentou que não trouxe mais porque não tinha onde colocar.
Fomos na Variant do sogro e Godofredo e Filomena também quiseram passear.
Na verdade, só a Filó queria passear, Godofredo é muito assustado e Leonardo teve que pegá-lo no colo para entrar no carro. E assim ele foi até a chácara. Dona Sonja não quis ir junto por causa dos mosquitos.
O sogro fazendo um agrado no Gôdo para tentar acalmá-lo.
E lá fomos nós!
Os pinhões ficam escondidos no meio de galhos e folhas da floresta que é a chácara.
Há 30 anos que o sogro cuida da chácara plantando árvores lá e hoje é um verdadeiro paraíso com diversas espécies de plantas e com certeza, um recanto para diversas espécies de aves e outros animais.
Um pedaço de uma pinha que não se desgrudou.
Não dá para perceber mas Leonardo está na frente de um cacto gigante. Este tronco fino e comprido, bem na frente dele é um cacto maior que ele.
E aqui, o grande xodó do Leonardo, os eucaliptos que ele plantou quando era criança. Vejam o tamanho das crianças hoje!

Eu sou tão pequenininha...

Sentei em um galho que caiu do eucalipto menor. Quando vi no chão, achei que era uma árvore caída e fiquei procurando a base dela em vão, até o Leonardo mostrar que não era uma árvore e sim, um galho do eucalipto.
Um Brinco de Princesa, uma das minhas flores favoritas e que não consigo cultivar em vasos, como um mato na chácara.
Achamos uma pinha inteira caída no chão mas ela estava podre!
Isto é a chácara, verde para todos os lados!
No final das contas, não colhemos taaantos pinhões mas juntando a minha colheita com a do Leonardo, deu para ferver uma panelada que foi detonada no final da tarde. Leonardo é louco por pinhão!!!
E sempre diz assim pra mim: 
"quer? Tirar o olho do meu pinhão?" :-D

5 comentários:

  1. Já comi muito pinhão quando era pequena. Meus tios sempre foram caseiros em chácaras e quando a gente ia visitá-los acabava trazendo um monte pra casa. Coisas boas e simples que nunca mais fiz :(
    E essa Variant conservada e bem cuidada do seu sogro? Coisa mais linda! Meu pai já teve uma :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Tiane, é a Vi, aqui comemos pinhão quando esta vendendo no mercado, então não é fresquinho como o pinhão dai.
    Aquelas tapiocas estavam de dar água na boca.
    Muitos beijos,Vi

    ResponderExcluir
  3. Adoro pinhão ...mas nunca vi um pé!
    muito legal ...amei ver! bjss

    ResponderExcluir
  4. voltei!! Olhei suas postagens anteriores ,....estava atrasada, sem tempo deixei uns comentários , mas amei a casinha da sogra que paraíso, qtas flores amei de paixão , deve ser muito bom por là...um paraíso! bjsss

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!