segunda-feira, 19 de maio de 2014

94 anos da Tia Moça

Esta senhora de cabelos branquinhos é a Lourdes, mais conhecida como tia Moça. Ela é tia do meu pai, irmã do meu amado vô Zeca, que faleceu há muitos anos, quando eu era adolescente.
Vó Chiquinha,a matriarca da família com seus filhos. Da esquerda para a direita: tia Moça, tio Valter e a tia Picucha atrás deles. Meu vô Zeca, a vó Chiquinha, tio Jacó, tio Solon, tia Pequeninha, tia Luti e tia Iná. Esta foto é do meu pai e ele não tem certeza se é de 1976 ou 77.

 Meu avô nasceu em Esmeralda, pertinho de Vacaria, região dos Campos de Cima da Serra. Parte da família Bossle está em Vacaria, outra grande parte em Porto Alegre e tem muitos gatos pingados por este Brasil a fora. 
Há anos atrás, quando a vó Chiquinha, minha bisavó, mãe do meu vô Zeca, era viva, por alguns anos, até ela falecer, costumava-se comemorar seus aniversários e fazer o encontro da família Bossle. Era muito legal, eu era criança e adorava estes encontros!
Nesta foto está a vó Chiquinha, com filhos, netos, bisnetos, Bossles legítimos e Bossles que adotaram o nome no casamento. Adivinhem onde eu estou? Sim, podem me procurar perto do cachorro, que não era meu, mas eu estava segurando a guia dele. Estou usando uma camiseta branca ao lado da guria de blusa vermelha, a prima Joseane.
No aniversário deste ano, Tia Moça e seus cabelos branquinhos, vendo as fotos com a tia Neli, esposa do tio Jacó, já falecido.

 Desde que a vó Chiquinha se foi, lá na década de 80, não houve mais encontro da família, só um casamento aqui, outro lá, um enterro aqui, outro também. A vó Chiquinha se foi e quase todos os seus filhos também, a única ainda viva é a tia Moça, que completou 94 anos esta semana e desde os seus 90 anos, a família voltou a se reunir, em menor quantidade, pois a maioria dos jovens da família, não dá importância para isso e alguns adultos também, preferem ficar acomodados em casa do que reencontrar parentes.
 Ontem, na comemoração do aniversário, não tirei muitas fotos, mas achei interessante registrar o pessoal olhando as duas fotos antigas que postei acima e que o pai imprimiu em uma folha para mostrar no encontro. Ele também levou outras fotos originais daqueles bons e velhos encontros em que todos nós éramos mais jovens e alguns nem tinham nascido ainda. Ver fotos antigas assim, é um misto de nostalgia, saudade e diversão na certa, já que algumas calças boca-de-sino e bem coloridas apareciam nas fotos, vestidas por jovens na época e hoje, respeitados vovôs.
 Que venham os 95 anos da tia Moça!
 Em pé nesta foto, meu pai comentando sobre as fotos com a Joseane, a guria de blusa vermelha que está ao meu lado na foto da família reunida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!