sábado, 17 de maio de 2014

Portão dos fundos e floreira na janela

 Atendendo a pedidos, continuarei a série de postagens sobre o desenrolar das obras no Recanto e preparatórias para a mudança. Na verdade, só houve um pedido, da Cris, do Sítio da Cris , que tem alma de bicho do mato como eu e o Leonardo, e quando eu falo em bicho do mato não estou falando de bicho arisco e sim, de bicho-homem que ama estar em contato com a natureza, que ama uma vida simples e tranquila. 
Desde fevereiro que estamos em obras no Recanto. Durante este período, eu tenho ficado mais em Porto Alegre, por causa da bicharada, e o Leonardo corre de Caxias do Sul onde trabalha, para Nova Petrópolis onde moram os pais, para Porto Alegre onde eu moro e para Maquiné, onde fica o Recanto e onde ele tem tentado ficar a maior parte do tempo para acompanhar as obras e colocar  mão na massa também.
Além de tentar manter a grama aparada (que não é pouca), Leonardo está fazendo o gatil e fez o portão dos fundos que dá acesso ao rio. Resolvemos fechar os fundos do pátio por segurança nossa e dos cachorros, e para evitar que outros cachorros entrem, ou que os nossos saiam.
O limite dos fundos do nosso pátio é o rio, onde passa muita gente de barco e onde qualquer um pode chegar, diga-se de passagem. E é pelo rio que a Pretinha, Costelinha e outros cães entraram na nossa área. Se o rio está bem cheio, eles chegam a se molhar um pouco para passar do terreno do vizinho para o nosso, e se o rio está num nível baixo como tem estado desde o verão, é barbada "pular a cerca" e nem molham as patinhas.
Uma das obras que estão sendo realizadas é   justamente o cercamento dos fundos e de uma lateral do terreno, e ficou com o Leonardo a responsabilidade de confeccionar o portão dos fundos, assim como o da frente, que ele e o pai dele, o seu Egon, fizeram no início do ano passado e que registrei aqui e aqui
Leonardo já estava no Recanto e quando cheguei, o portão já estava quase pronto, só faltava colocar a tela e fazer alguns ajustes, e foi aí que eu entrei. Minha participação durou pouco mais de dez minutos, onde segurei a tela, alcancei algumas coisas e fiz o registro.

Outra arte do Leonardo foi a floreira na janela da sala que Leonardo resolveu fazer de livre e espontânea vontade. Ele fez, fixou na parede, colocou terra, comprou os gerânios e plantou.  Eu, nem palpite dei.
Ficou uma baita floreira!
Enquanto isso, meus dois florzinhos, Chili Billy e Taco Nacho dormem tranquilamente.
E eu também vou poder dormir tranquila sabendo que meus bichinhos ficarão seguros dentro do nosso pátio! Pronto, Cris! Está feito um pequeno registro, aos poucos vou mostrando o desenrolar das mudanças.

4 comentários:

  1. Gente, tá ficando show! O que eu admiro é não ir de qualquer jeito, mas pensar nos peludos, no bem estar e segurança deles. Adorei o relato a pedido hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não fosse por eles, nós já estaríamos lá há mais de 2 anos. Ainda não fomos, justamente porque o Recanto não era cercado, Cris.

      Excluir
  2. Oi Tiane,
    menina eu também adoro mato, fico curtindo o seu recanto e adorando tudo, e assim como a Cris, também quero acompanhar todo esse processo, tô amando.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fátima! Continuarei postando sobre p andamento e evolução das obras. Bjinho!

      Excluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!