domingo, 4 de agosto de 2013

Na Remada do Rio Paranhana - 5 de maio, domingo

Da série, "atualizando postagens"...
Domingo de manhã cedinho teve bagunça na barraca.
A cara de santo até que engana. Tombinho já tinha tomado seu café e Leonardo estava preparando o nosso.
Cardápio do desjejum: mamão, maçã, café com leite e pizza de panela.
Quase pronto (com flash)!
Quase pronto (sem flash)!
Hora de reunir os bravos esportistas para uma nova descida de rio.
A tradicional parada na pipoqueira foi mais demorada desta vez.
Até o Chapolin Colorado desceu o rio comodamente sentado num sofá!
O pessoal do rafting também brincou na pipoqueira.
Depois de brincar bastante na pipoqueira, os canoístas continuaram descendo o rio e Tombinho e eu pegamos o carro e voltamos para o Parque correndo para pegá-los na corredeira antes da ponte.
Fomos correndo pero no mucho! Tive que fazer umas paradinhas para fotografar cenas que adoro demais! Coisas do interior como uma bica na beira da estrada e uma casinha velhinha e simpática.

Quando Tombinho e eu chegamos no Parque, alguns canoístas já estavam brincando na corredeira. Logo chegaram Leonardo e Márcio. Ficamos um pouquinho ali e depois, alguns deles seguiram descendo o rio para chegar no outro Parque e na temida queda "Tchaca" e a maioria deu por encerrado o encontro ali mesmo, pois muitos eram de outras cidades e tinham alguma estrada pela frente.
O Márcio estava com dor de cabeça e ficou ali, já o Leonardo seguiu rio abaixo e Tombinho e eu, voltamos para o carro para ir atrás dele.
Não tenho fotos do "Tchaca" porque estava filmando na hora, mas eu fiquei preocupada com o Leonardo. O "Tchaca" é um degrau, um senhor degrau em plena descida de rio. Quase todos que não conheciam o "Tchaca" pessoalmente, saíam da correnteza, examinavam a situação e depois de refletir um pouco, finalmente desciam o degrau. Ainda bem que meu sentimento não passou de preocupação, pois Leonardo passou pelo "Tchaca" tranquilamente.
A turma que foi até o final.
Tirei esta foto por causa deste menino que aparece no canto. Ele deve ter uns 7 anos e participou de todas as atividades, inclusive da descida do "Tchaca". Ele estava num caiaque duplo com pai, mas mesmo assim, a coragem dele me surpreendeu!
Tombinho e eu levamos Leonardo de volta para o Parque onde estava acontecendo o evento e onde estávamos acampados e Levamos o Márcio até a barragem para que ele buscasse o carro dele, pois eles perderam o ônibus na hora saída por minha causa, pois eu havia perdido a chave do meu carro. É que de manhã faltou luz e eu tinha ido tomar banho. Como não havia luz no banheiro, a chave do carro deve ter caído do bolso da minha calça e eu não ouvi e muito menos vi. Por sorte, uma moça encontrou e guardou. Que susto!
Aproveitei para fotografar a barragem novamente, desta vez, sem canoístas.
Já com as barracas desmontadas, o "urrúúú" oficial com Leonardo, Tombinho, eu e Márcio.
Muitos já tinham partido e alguns ainda arrumavam as tralhas.
Os apaixonados por caiaques e corredeiras ficam horas falando sobre isso e não demonstram vontade  de ir embora.

Enquanto outros, esperam dormindo no carro.
Tudo pronto para voltar para casa!
E ele continua dormindo na viagem.

3 comentários:

  1. Grandes aventuras por aqui hein!!! Bjo e linda semana!

    ResponderExcluir
  2. Que delícia , muita diversão poraí amiga!
    Gostei das fotos na natureza, e amei aquela casinha velha e simpática...queria morar lá....kkkkk meu chão!
    Ainda muito frio ...né??
    sds do verão.
    boa semana! bjssss

    obs:Estou meia afastada do pc, problemas com a visão , mas vou operar breve,e qdo dá faço umas visitinhas!

    ResponderExcluir
  3. Olá minha linda amiga. Prece que estava remando até agora...
    Passei com vc por todos estes lugares lindos e me apaixonei pela casinha velha. Mora alguém lá ainda?
    Amiga, a coragem dessa turma é surpreendente!!
    Isso é o que se chama AVENTURA, uau!!
    Flor vc me pediu da Neguinha.
    Olha, essa criatura tem uma história...Um belo dia ela me apareceu aqui no meu portão. Estava doente com fome e machucada. Com muita pena e aos prantos eu a segurei em meus braços e a levei pra dentro ... Demos remédio carinho e hoje mora conosco. Quando um carro funciona pra sair a Neguinha entra primeiro, está sempre nos acompanhando, é uma graça, um amor. Tudo de bom é ter ela comigo agora!!
    Se vc procurar, tem um post dela quando chegou aqui. Foi logo depois da partida do meu THÉO.
    Um grande abraço meus amores. Ah, tombinho me diverte em suas postagens, ele é demais!!

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!