quarta-feira, 6 de agosto de 2014

O reencontro de dois irmãos após sete anos.

 Era uma vez uma cadela sarnenta e seus quatro filhotes, também sarnentos, que viviam num sofá virado no meio de um lixão. Eles foram recolhidos, tratados e encaminhados para a adoção. Quase todos foram doados separadamente, menos o Tinho, quer dizer, ele foi doado quatro vezes e devolvido quatro vezes... Cada membro desta família foi para um lado, ou seja, foram separados e nunca mais se viram e pior, perderam contato. Apenas os dois irmãos, Tinho e Rabão tinham notícias um do outro, através de seus tutores, mas nunca mais se viram... e assim foi por sete longos anos, até que...
Tinho com Leonardo e Rabão, quer dizer, Ody com Fernanda.

O Tinho saiu de Porto Alegre e foi até a cidade vizinha, Cachoeirinha, rever seu irmão Rabão, ou melhor, ex-Rabão, agora Ody Rabão Marino.
O Tinho Tinhoso recebeu este nome por acaso, mas caiu perfeitamente bem com o seu tinhoso temperamento. Não foi à toa que ele foi devolvido quatro vezes, digamos que ele é um pouco mau-humorado com outros cães, mas para surpresa de todos, ele se comportou super bem com seu irmão Rabão, quer dizer, Ody.
Fernanda, Ody Rabão Marino e eu.

O Ody Rabão Marino foi adotado por um jovem casal e é o xodó de toda a família. Assim como o mano Tinho, ele sofre de excesso de gostosura e suas roupas deixaram de servir então, sua mãe Fernanda resolveu doá-las para o mano Tinho.
Foi um reencontro muito legal! Obrigada Fernanda e Rodrigo por cuidarem tão bem do querido Rabão e sempre lembrarem do Tinho!
De volta a Porto Alegre, Leonardo e eu resolvemos aproveitar o belo domingo e passear mais um pouco com o Tinho Tinhoso, já que havia se comportado tão bem no reencontro com o irmão, e fomos até o Parque Germânia.
Não sei se foi o calor mas o Tinho não estava muito animado. Tentamos fazer algumas fotos mas ele estava muito jururú.
Leonardo até tentou animá-lo mas ele continuou desanimado por isso, não ficamos muito tempo no Parque.








Então voltamos para casa, onde o Tinho continua sonhando com a adoção.
Das quatro roupinhas que ele ganhou, esta foi a que ficou melhorzinha, ou seja, o Tinho tem um pouquinho mais de gostosura que o irmão. :-)
Fotos do Leonardo, da Tiane e do Rodrigo.

6 comentários:

  1. Oi minha linda amiga. Que ato mais lindo fizeste, pena que eles ficaram tanto tempo sem se ver...
    São lindos os dois. Cada vez que vejo senas assim eu choro. Acredito que vc e Leo tenham um enorme coração e eu queria muito ser sua vizinha...
    O mundo está tão cheio de gente maldosa mas vendo vcs eu consigo acreditar num mundo melhor. Parabéns, beijos em seus corações e que Deus em sua grandiosa bondade os façam ser sempre agraciados com saúde muita paz e proteção.
    Até!!

    ResponderExcluir
  2. Ah, Tiane, com certeza foi um encontro emocionante. Lá no fundo o Tinho estava jururu, pois bateu saudades do irmão, rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Que lindo o reencontro! Mel e Benta não se sabe o parentesco, mas ia ser interessante um reencontro da Clara Francesca com os irmãos. Acho que o Tinho estava jururu porque ficou "pensativo" com o reencontro hehehe

    ResponderExcluir
  4. Caiu muito bem o nome para o tinhosos.
    bjs
    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Tiane, que legal esse reencontro.

    Ás vezes fico pensando em quem seria os pais dos meus filhos...e penso se eles reconheceriam a mamãe se um dia a encontrasse??

    O Tinho está lindo nas fotos e nem estava animadinhokkkkk.....é um sortudo em ser tão amado!!

    Querida, você me perguntou o que era aquele gatinho com o rabinho pendurado que estava na Mega Artesanal.

    O gatinho faz parte de um conjunto de outros 2 e são comedouros para pássaros....caríssimos...kkkk...fiquei só namorando!! Nessas exposições, pedem o que não vale.

    Tenha uma semana bem bonita!

    beijinhos,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir

Responderei aos comentários aqui mesmo ou se preferir, deixe seu e-mail para que eu possa entrar em contato. Obrigada pela visita e pelo comentário!